História da Vila Leopoldina

Publicado por Monica Tereza Elshenawy em 25/02/2013 às 13h51

A Vila Leopoldina, parte de Emboaçava, desde 1827 pertencia a João Correia da Silva, quando a região era conhecida como Várzea dos Correias. Jesuítas de origem alemã adquiriram a área e nela residiram em uma grande casa. Em 1894, para loteá-la, os seus novos proprietários, E. Richter & Company, resolveram, em uma jogada publicitária, colocar barcos à disposição dos interessados à compra. Um grande piquenique para 500 convidados foi organizado e a região recebeu o nome em homenagem a uma das sócias do empreendimento, dona Leopoldina Kleeberg, mas a região pantanosa não obteve sucesso de vendas.

No final de 1926, a incorporadora Siciliano & Silva com parceria do empresário Antônio Vilares loteou 500 mil m². Por 40 anos a região hibernou, até a década de 50 quando o Centro Industrial Miguel Mofarrej deu nova vida à localidade, as antigas Olarias deram espaço aos grandes indústrias. A chegada do Ceagesp também deu um novo impulso à região.

Hoje, a paisagem se transforma rapidamente. Depois de virar polo de estúdios cinematográficos, que aproveitaram o espaço generoso dos antigos galpões, na última década a região ganhou condomínios instalados nos terrenos industriais.

A posição estratégica, no encontro das marginais Pinheiros e Tietê, explica o forte interesse imobiliário na região. Construções de médio e alto padrão despontam entre a avenida Gastão Vidigal e a fronteira com o Alto da Lapa. Ruas como a Carlos Weber e a Guaipá hoje contam com apartamentos de alto luxo. Eixo de crescimento, a avenida Imperatriz Leopoldina ganhou, em 2003, um campus da Universidade Mogi das Cruzes. A nova instituição de ensino atraiu ainda mais atenção para o local, que já conta com nobres vizinhos, como a Universidade de São Paulo e o Parque Villa-Lobos. Com a esperada mudança da Ceagesp para os arredores do Rodoanel, o perímetro deve valorizar ainda mais.

Comentários

Maria Luiza em 06/07/2015 15:56:22
Mariinha,

Veja que interessante!

A Imperatriz Leopoldina foi a primeira mulher de Pedro I.

Bjs, Carlos

Enviar comentário

voltar para Blog

bsd b01s center|show bdt b01s|b01s bdt|bnull||image-wrap|news login|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|login news b01 bsd c05|c05 b01 bsd|b01 c05 bsd|content-inner||